Trabalhos em ambientes rurais, buscando melhorias contínuas

Artigos - Thot Produções

realidade-que-preocupa

Autor: Edimilson Inácio de Souza | Publicado em 13/10/2016

A NR 31-Segurança e saúde no trabalho na agricultura, pecuária silvicultura, exploração florestal e aquicultura traz o seguinte texto no item 31.3.3 Cabe ao empregador rural ou equiparado: b) realizar avaliações dos riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores e, com base nos resultados, adotar medidas de prevenção e proteção para garantir que todas as atividades, lugares de trabalho, máquinas, equipamentos, ferramentas e processos produtivos sejam seguros e em conformidade com as normas de segurança e saú-de;

Seguindo esse contexto é importante desenvolver avaliação em todos os setores da empresa rural, o que nos leva a pensar em Programa de prevenção de riscos ambientais – PPRA, porém a NR 31 obriga o empregador a implantar a implantar Gestão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente de Trabalho Rural, e para que esse programa de gestão possa ser bem elaborado precisamos fazer uma avaliação minuciosa identificando cada risco ambiental, onde for encontrado riscos que possam ser quantificados exemplo: ruído é obrigatório fazer as avaliações quantitativas, pois somente através dos resultados obtidos que conseguimos fazer propostas de adequações, oriundas de medidas de engenharia em primeira instância (em relação ruído enclausurar máqui-nas), e posteriormente medidas de proteção individual (protetor auditivo).

Existem riscos que não permitem aplicação de avaliação quantitativa, nesse caso a avaliação qualitativa é suficiente e devemos manter nosso nível de minuciosidade, e estar atento a legislação que ampara tal avaliação. Pensando em melhorias contínuas pode ser implantado o uso de Análise preliminar de riscos – APR, é importante treinar os colaboradores para que a ferramenta APR seja aplicada corretamente antes de iniciar qualquer atividade. Por outro lado temos a parte de prevenção da saúde que tem uma relação direta com os riscos encontrados e contemplados no Programa de Gestão e que serão usados para a elaboração

Focando em prevenção de acidentes e doenças é importa ter um cronograma de treinamentos e um cronograma de ações na área da saúde ex: aferição de pressão arterial, campanhas de prevenção de diabetes, tabagismos, alcoolismo, alimentação saudável, e outros assuntos que sejam importante de acordo com a realidade de cada grupo de colaboradores. Pode ser implantado plano de melhoria das ferramentas e postos de trabalhos e condições de trabalhos.

Para garantir a segurança de trabalhadores envolvidos nas diversas atividades é recomendado desenvolver procedimentos operacionais padrões – POP, possibilitando que os trabalhadores participem da elaboração dos procedimentos, apontando queixas de diferentes situações que surjam durante os processos de trabalhos, e relatando situações que permitem executar os trabalhos de maneira segura. Após elaboração de um POP é necessário treinar todos os trabalhadores da empresa para que o procedimento seja seguido de forma correta, resguardando a integridade de cada trabalhador. Os levantamentos de riscos e programas de saúde e segurança do trabalho, devem ser atualizados com frequência evitando que se tornem projetos defasados e arcaicos.

 

Artigo publicado na REVISTA PROTEGER EM AÇÃO Ed.1/2016

Comentários